Romantismo é fundamental


Certamente o romantismo é fundamental. Mas muitas pessoas não sabem o verdadeiro significado dessa palavra.


Algumas pensam que ser romântico é ser piegas e outras pensam que ser romântico é fundamental, inevitável, que sem romantismo não é possível viver.


Então vamos entender os conceitos das palavras contidas nessa afirmação para conduzirmos vocês até essa afirmação final, de que o romantismo é fundamental.





Afinal, o que é romantismo?


O movimento literário romântico surgiu no final do século XVIII e no início do século XIX, mesmo período da revolução francesa, que tinha como lema “liberdade, igualdade e fraternidade”.


Só pelo contexto histórico podemos perceber que o romantismo tem a ver com liberdade. Em ver o lado bom da vida, as coisas de um ponto de vista positivo. Tal como nesses versos:


Minha terra tem palmeiras, / Onde canta o Sabiá; / As aves, que aqui gorjeiam, / Não gorjeiam como lá. /Nosso céu tem mais estrelas, / Nossas várzeas têm mais flores, / Nossos bosques têm mais vida, / Nossa vida mais amores.”


Obra clássica do romantismo, Canções do Exílio de Gonçalves Dias.


As pessoas que são sempre positivas, são sonhadoras, são cheias de ideais, e por isso as chamamos de idealistas. Dentro do romantismo não é diferente, podemos dizer que os românticos são idealistas.


Todo romântico idealiza a sua amada, e toda mulher romântica idealiza o seu amado. Aquela coisa de ficar pensando na pessoa, de só conseguir enxergar os lados positivos da pessoa, as coisas boas.


O termo, romantismo, pode ter surgido com a literatura, mas ele ganhou múltiplos significados quando sai das camadas intelectuais e se espalhou por toda a sociedade.


Foi aí que o romantismo começou a ser satirizado, e levado ao extremo, pode ser considerado pieguismo, ou seja, tudo está bom, mulher e homem perfeitos, lindos e maravilhosos, o que pode irritar algumas pessoas mais realistas,


Meu noivo é romântico?


Como saber se um homem é romântico? Qual a diferença entre romantismo e pieguismo? Existe um limiar entre as duas coisas?


Talvez o grande termômetro seja a expressão de sentimentos verdadeiros. Muitos homens são criados dentro de uma cultura machista e tem seus sentimentos reprimidos desde crianças, a famosa frase “homem não chora” usada para fazer crianças pararem de chorar.


Mas essa afirmação, seguida das brincadeiras de que é “menininha” que chora, podem traumatizar para sempre. E seu noivo pode ter passado por isso.


Então observe nos detalhes, se ele manifesta os sentimentos verdadeiros dele por você, por mais que seja de uma maneira breve, com poucas palavras, pode ter sido um sacrifício imenso para ele fazer isso.


Portanto se ele se preocupa em manifestar os sentimentos dele por você, podemos dizer que ele é romântico sim. Independentemente da forma escolhida.


Se ele fosse piegas você não estaria com ele, hahaha… Não é verdade? É que a divisão entre romântico e piegas está em quem recebe a homenagem amorosa. Então se você está com ele, certamente é porque ele não é piegas pra você, e é isso que importa.


Pedidos de casamento


Podemos ver na internet centenas de pedidos de casamento, muitos com pirotecnia, outros envolvem um batalhão de pessoas, mas o que não pode acontecer é a técnica substituir a essência, a autenticidade do pedido de casamento.


No fundo no fundo é uma construção do casal e só deles, quando o pedido acontece, já existem condições orgânicas na relação que favorecem o pedido, e a pessoa que está pedindo a outra em casamento deve ter a coragem, de cara limpa, de se ajoelhar, num sinal de respeito e reverência ao amor, e olhando no olho perguntar "quer casar comigo?".


Pirotecnias podem ser utilizadas, mas a verdade, o olho no olho e o romantismo não podem faltar.